1.17.2018

[Resenha] Comboio de Espectros

SINOPSE: Ele está de volta! Depois de Mausoléu e Treze, o Anfitrião retorna do túmulo para horrorizar os leitores com suas histórias macabras, de medo e de sangue. Espíritos vingativos, mortos-vivos, criaturas infernais, divindades antigas e constructos enlouquecem os protagonistas privando-os da sanidade e da própria vida. Um grupo de idosos se reúne no Vaticano para relembrar uma vivência sobrenatural, um necromante invoca das profundezas um grande trunfo, um guerreiro hoplita desbrava terras estranhas para encontrar uma erva rara, um caçador de recompensas no Velho Oeste americano enfrenta o seu maior inimigo, um misterioso colecionador de relíquias invade uma narrativa literária, um detetive descobre que sua mente e seu corpo estão sofrendo alterações irreparáveis, um estudante da Universidade de Miskatonic visita o Brasil em busca das “Sonhadoras”, um filme fantasmagórico revela um final fantástico, um alquimista cria uma monstruosidade mecânica, um homem é atormentado pela sua fera interior e assaltantes lidam com terríveis pesadelos em uma estrada que conduz para o inferno. Abra as páginas deste novo tomo de Duda Falcão e venha fazer você também parte do Comboio de Espectros.
Comboio de Espectros é o terceiro livro de contos do Autor Duda Falcão que leio, e posso dizer que só melhora! Temos de volta o Anfitrião, que é um personagem criado pelo autor para ser o nosso 'Anfitrião' nos livros.

O livro de quase 200 páginas tem onze contos, e as suas  ilustrações foram feitas por Fred Macedo, foi publicado em 2017 em uma parceria entre a Editora Argonautas e a Avec Editora.

Eu acho bem difícil falar sobre livro de contos como um todo, pois são vários enredos diferentes, cada um mais envolvente que o outro.

O conto que dá titulo ao livro, Comboio de Espectros, é dividido em 3 partes e 15 micro-capítulos e um pouco mais de 70 páginas e impressiona pela simplicidade. Eu gostei muito do desenvolvimento deste conto especifico, capa pequena parte complementando o todo, e deixando para trás algumas perguntas que deixam margem para a imaginação.

"Sentiu dedos tentando furar seus olhos, entrar pelos ouvidos e na boca. Mordeu alguma coisa... Cuspiu fora. Empurrou os braços invisíveis com força tal que caiu no chão de costas quando conseguiu se libertar. Mas não era possível, parecia que muitas mãos o tocavam..."
Quer um livro para passar um fim de semana, ou para se distrair um pouco? Este é o livro perfeito para isso! 
MINHA NOTA


FICHA TÉCNICA 

Autor: Duda Falcão
N° de Páginas: 200
Editora: Avec - Argonautas
Onde ComprarAmazon

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Colaboradores