5.31.2018

[Resenha] A Casa dos Pesadelos


SINOPSE: Dez anos depois de estar cara a cara com aquela assombração, Tiago finalmente concorda em voltar à mesma casa para visitar sua avó. Agora adolescente, ele pretende provar para si mesmo, que a terrível imagem que o aterrorizara nas madrugadas por tanto tempo, não passava de uma criação tenebrosa da infância. Mas, ao chegar no casarão, o jovem se depara com o misterioso quarto de seu falecido avô, agora mantido fechado, e tratado como espaço proibido. As restrições com relação ao aposento, as sensações e barulhos no meio da noite logo alimentam nele a suspeita de que algo terrível habita o local. Tomado por uma estranha coragem e desejo de ver-se finalmente livre do medo, tudo que o rapaz deseja é descobrir o que há por trás daquela porta. Então, o pesadelo toma novo impulso quando a figura sombria da infância mostra-se real novamente... mas, desta vez, ela quer atacar o seu irmão mais novo. Determinado a impedir que o caçula passe por terror semelhante, Tiago, mesmo apavorado, decide enfrentar a criatura. E o que descobre expõe terríveis segredos do passado que ninguém poderia imaginar.



Ficha técnica
Autor: Marcos DeBrito
Editora: Faro
Ano: 2018
Páginas: 144
"Alguns traumas são difíceis de superar. Outros, seria melhor esquecer."
Tenho que confessar que não sabia nem por onde começar a falar deste livro. Ele não foi nem de perto o que eu esperava, mas isso não precisa ser algo ruim. 

Tiago sofreu na grande casa de sua avó um trauma, um que o fez evitar aquela casa por 10 anos, um trauma que o levou a se isolar da família, o tornando uma criança, e agora um adolescente retraído. 10 anos depois ele aceita voltar àquela casa que o aterrorizou tanto, ele quer ter certeza de que tudo o que vira era apenas a imaginação de uma criança assustada. 

"O monstro não ousou adentrar o quarto, mas sua presença era suficiente para aterrorizar o imaginário do garoto desperto, que via apenas o rosto indefinível de um ser desfigurado, com os cabelos crespos esvoaçados."

Não há muito que falar do enredo sem entregar a história, já da carga psicológica do livro podemos falar um pouquinho. 

Apesar de imaginarmos um livro de terror ao ler a sinopse, pouco ele tem disso, a trama é extremamente psicológica e vamos tendo pistas durante o livro todo sobre isso. Thiago é assombrado por uma ‘aparição’ e aos poucos vamos desvendando de onde veio o seu medo. 

"Thiago escondia suas emoções com a maestria de um criminoso desumano ocultando um delito. Não gostava de ser analisado por ninguém e permanecia sempre distante de todos que buscassem entendê-lo."

Toda a história por trás do medo de Thiago é instigante e vai trazendo aos poucos uma verdade indigesta, e nos faz imaginar quantos monstros são criados pelo mal que o homem destila.


O verdadeiro terror da história é revelado somente ao final, deixando um gosto ruim na boca e uma sensação de raiva no coração. 

"Os relances que a mente do rapaz lampejara do monstro durante anos não faziam justiça à sua real deformidade."

Eu fiquei um tanto chateada com o final, que não me pareceu um final propriamente dito porque deixa uma ação incompleta, apesar de ficar subentendido que algo aconteceria eu gostaria de algo mais concreto.

A edição do livro está como sempre maravilhosa, cada inicio de capitulo com uma ilustração que define perfeitamente o que está por vir.

Enfim não foi o livro que eu esperava, mas foi um livro maravilhoso de qualquer maneira. Espero que a minha resenha não tenha ficado tão confusa quanto eu imagino que ficou.

MINHA NOTA

ONDE COMPRAR: AMAZON EDITORA SARAIVA


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Colaboradores