6.07.2018

[Resenha] A canção do Súcubo


SINOPSE: Quando se fala de empregos no inferno, ser um Súcubo parece bastante glamuroso. Uma garota pode ser qualquer coisa que ela quiser, o guarda-roupa é de matar e homens mortais farão qualquer coisa por apenas um toque. Claro, eles geralmente pagam com suas almas, mas por que ser tão técnico?Mas a vida da Súcubo de Seattle Georgina Kincaid é muito menos exótica. Seu chefe é um demônio de médio escalão com uma queda por filmes do John Cusack. Seus melhores amigos imortais (ou melhores amigas …) ainda não pararam de provocá-la por causa da vez em que ela se transformou na Deusa Demônio, completa, com chicote e asas.

E ela não consegue ter um encontro decente sem sugar parte da vida do cara. Ao menos ela tem seu emprego diário em uma livraria local – livros de graça; Todos os mochas de chocolate branco que ela conseguir tomar; e acesso fácil ao sexy escritor de bestsellers, Seth Mortensen, aka Aquele por Quem Ela Daria Tudo Para Tocar mas Não Pode.
Mas os sonhos sobre Seth vão ter que esperar. Algo estranho está acontecendo no submundo demônio de Seattle. E, dessa vez, todos os seus charmes e cantadas de cair morto não vão ajudá-la porque Georgina está para descobrir que há algumas criaturas que tanto Céu quanto o Inferno querem negar…




Ficha técnica
Autor: Richelle Mead
Editora: Essencia
Ano: 2010
Páginas: 299
Série: Georgina Kincaid
Volume: 1
Este é um livro para quem gosta muito de sobrenatural, Richelle Mead é famosa por sua série Academia de Vampiros, mas muitos não conhecem a série Georgina Kincaid. Essa série tem de tudo, desde romance à luta pela vida. E o primeiro livro é uma entrada para um mundo cheio de surpresas.

Súcubo (s.m.) – Fascinante criatura do mal, do sexo feminino. Capaz de mudar de forma; seduz e dá prazer a homens mortais.Patética (adj. f.) – Uma súcubo com sapatos fantásticos e sem nenhuma vida social. Ver: Georgina Kincaid.

Para começar a falar do livro eu precisei colocar essa definição, que realmente descreve a nossa “heroína “. Você pode pensar – “ mas ela é um demônio” – bem, ela realmente é, um demônio com sérios problemas de consciência.

Georgina quer viver uma vida normal em seu trabalho na livraria que ama, envolta pelos livros e tudo que ela gosta, mas não é tão simples assim, ela tem metas a cumprir e seu ‘chefe’ não deixará que ela se desvie do seu objetivo.

A coleção Georgina Kincaid aborda um mundo muito diverso. Encontramos na roda de ‘amigos’ de Georgina, um demônio (Jerome), um anjo (Carter), Vampiros e outros seres sobrenaturais bem interessantes. Georgina é uma leitora inveterada, amante de livros e apaixonada pelos livros de um escritor, Seth Mortensen. Quando finalmente o conhece sua vida fica de pernas para o ar.

— Você vai transar com ele?– Eu… o quê? – por um instante pensei que o anjo me perguntava sobre o caçador de vampiros – Você quer dizer com Seth Mortensen? […] Transar com Seth Mortensen? Santo Deus. Era a coisa mais absurda que eu já tinha ouvido. Era o fim da picada. Se eu absorvesse a energia vital dele, sabe-se lá quanto tempo levaria para o próximo livro sair.

Acusada de matar um vampiro, ela fica sob suspeita de seu ‘chefe’ e vigiada o tempo todo, e acaba virando alvo em uma caçada a seres sobrenaturais. O que ela poderá fazer para se safar deste perigo? Contando com a ajuda de seus amigos, Georgina vai em busca do culpado (ou culpados) de tudo que está acontecendo. 

Sem deixar de lado o romance, Richelle trás o envolvimento entre Georgina e Seth, uma relação impossível na mente dela, que não quer condenar o seu amor a danação eterna. Mas Seth não pensa assim, para ele nada é impossível.


Para Tétis,Com grande atraso, eu sei, mas com frequência as coisas que mais desejamos só vêm depois de muita paciência e empenho. Creio que é uma verdade humana. Até Peleu sabia disso.Seth[…]– Tétis e Peleu… Eles eram os pais de Aquiles, não é?[…]—Você conhece o resto da historia? Perguntou Doug, ansioso. […] Sobre Tétis e Peleu. – fiz que não com a cabeça, e ele continuou, num tom professoral. – Tétis era uma ninfa do mar, e Peleu era um mortal que a amava. Só que, quando ele chegou nela para cortejá-la ela literalmente virou um bicho. […] Ele chegou nela, e ela se transformou num monte de coisas horríveis, para aterrorizá-lo. Animais selvagens, forças da natureza, monstros, de tudo.– O que… o que ele fez?– Ele aguentou firme. Agarrou-a e não a soltou, enquanto ela passava por transformações horríveis. Não importava o que ela virasse, ele continuava agarrado a ela.– E então?- eu mal conseguia ouvir minha própria voz.– Ela finalmente se transformou em uma mulher e permaneceu como mulher. Eles então se casaram.

Richelle Mead nos trás drama, ação, romance, humor e muito mais em seus livros; a série Georgina Kincaid é um exemplo, ela leva suas pesquisas a fundo e não deixa nenhuma ponta solta. Este é um livro muito divertido e romântico, recomendo a todos que gostam da Richelle Mead e de seus viciantes livros.

Confesso que a capa deste livro não é das mais atraentes, então o que me motivou a lê-lo foi a autora, na época (tanto tempo que nem lembro) eu li em pdf, não esperava muito, nem havia visto a capa e me maravilhei com a complexidade da história. Então sempre que posso recomendo a leitura.

E você já essa série? Conhece a Georgina? Vem me contar!

MINHA NOTA

ONDE COMPRAR: AMAZON SARAIVA
Esta resenha foi postada originalmente em Portal JuLund


Um comentário:

  1. Antes de mais nada, deixa eu levantar um pensamento que tive quando vi que o livro é 2010: não parece muito tempo, mas... caramba, 2010 foi há 10 ANOS! *o*

    Oi, moça! Não conhecia esse título, e confesso que outra coisa me passou pela cabeça por causa do nome. Foi muito doido para eu entender essa premissa, mas achei deveras inusitada e excêntrica. Plea sua nota, parece ser um leitura ótima e que mistura fantasia e romance <3

    Adorei a resenha :*

    ResponderExcluir

Colaboradores