5.03.2018

[Resenha] A Era dos Mortos - Parte 1


SINOPSE: E OS HUMANOS DESCOBREM QUE A PIOR DESGRAÇA NÃO SÃO OS ZUMBIS...
Vários anos se passaram desde que Uriel, agindo como um tirano, assumiu o controle da maior colônia de sobreviventes do apocalipse zumbi na Terra.
Ivan, Estela e quase todos os seus aliados estão mortos. Do grupo original, apenas Isabel, Mariana e alguns poucos conseguiram escapar de Ilhabela. E a cada dia, a fome de poder de Uriel e de seu filho, Otávio, aumenta, tornando a vida dos sobreviventes ainda mais penosa. O trabalho escravo se torna a regra. A cobrança de mais e mais tributos e a imprevisibilidade do poder central mantêm todos em constante alerta.
Otávio, que passou anos realizando pesquisas médicas, finalmente consegue um meio de controlar os bersekers, os zumbis monstruosos, transformando-os em cães de caça. É a sua forma de assegurar a permanência no comando da comunidade, mas também de destruir, pelo medo, qualquer intenção de resistência. Então, ele produz algo ainda pior, uma criatura feroz e diabólica com o poder de destruição em massa.
Há muito em jogo. O governo central ainda considera Isabel uma grande ameaça, seja viva, ou morta-viva, o que poderia transformá-la numa nova Senhora dos Mortos. Mas, duas crianças chamam a atenção de Isabel que decide prepará-las para batalhas ainda mais sangrentas. Serão elas a esperança para o fim daquela era de medo e destruição?
A derradeira batalha está para começar, mas os inimigos, humanos e zumbis, também têm suas surpresas. 
Sejam bem-vindos a uma nova era de horror e violência. Esta é... a Era dos Mortos.

Ficha técnica
Autor: Rodrigo de Oliveira
Editora: Faro Editorial
Ano: 2018
Páginas: 208
Série: As Crônicas dos Mortos
Volume: 5
Não foi surpresa pegar A Era dos Mortos e me surpreender, eu sei parece exagero, mas temos que admitir que a série As Crônicas dos Mortos evolui de forma incrível e intensa.

Parece que estamos chegando ao fim, quinto livro, primeira parte de um final que promete explodir com o nosso imaginário. Tudo que podíamos esperar e muito mais neste inicio do desfecho maravilhoso desta série.

Muitos anos após os acontecimentos ocorridos em A Ilha dos Mortos nos deparamos com uma sociedade com novos personagens, novos lideres e muitas mudanças, e isso não significa melhoras.

Abandonar os antigos personagens e se apaixonar (ou odiar) os novos é difícil, mas o autor consegue integrar de forma natural esse passar do tempo, afinal toda a série é o passar de uma ERA. 

Várias gerações de humanos passando por uma dificuldade imensa, e acompanhamos isso desde a passagem do planeta Absinto, e uma coisa não muda, a crueldade humana, a ambição e o desejo pelo poder imperam.

Agora uma pausa aqui, o autor nos trás o que já sabemos, a humanidade é podre. Sim, podre. Toda a subversão de valores que ele consegue imprimir nas ações dos personagens é incrível, mas não tão surpreendente. Nós esperamos isso, o conflito, a busca por poder, porque isso é a humanidade.

Não podemos ser ingênuos de pensar que por ser uma obra de ficção não se aplica a realidade, o autor em pequenos gestos (e nos grandes também) consegue fazer uma ponte entre o seu universo fictício e a nossa realidade. 

O quão assustador isso pode ser? Em meio a sobrevivência dos personagens nós já esperamos pessoas más, não como um vilão querendo acabar com o mundo, mas pessoas que querem o 'bem' da humanidade através da força e da dominação.

A Era dos mortos trás muitas coisas importantes para a série e para uma finalização satisfatória, porém não adianta para mim contar para vocês o passo a passo do que acontece, é um livro para se vivenciar, para se sentir o desespero e o medo e a esperança. 

A edição está impecável como sempre, trazendo detalhes que ajudam a ambientar a história, tornando a leitura prazerosa e rápida.

MINHA NOTA
ESTE LIVRO FOI UMA CORTESIA DA FARO EDITORIAL
ONDE COMPRAR: AMAZON EDITORA SARAIVA


Um comentário:

  1. A edição da Faro é sempre impecável.
    Estou bem curiosa para ler essa série.
    Li Elevador 16, do mesmo autor, e gostei bastante. Adoro coisas sobre zumbis.

    Abraços
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br

    ResponderExcluir

Colaboradores