3.12.2018

[Resenha] Contra Todas as Probabilidades do Amor

Sinopse: Sejam bem-vindos ao acampamento Pádua. Um retiro de verão para adolescentes problemáticos. Mas não se tratam de problemas comuns, como não querer estudar, mentir ou colar na prova. Não! Estamos falando de problemas reais. Alguns deles tão grandes, tão sérios, que até um adulto desmoronaria sob o peso deles. No acampamento, Zander, uma garota enviada pelos pais contra a sua vontade, encontra uma série de adolescentes na mesma situação, e com três deles ela estabelece uma relação de amizade — Grover, Alex e Cassie. Todos os quatro são tão diferentes quanto as pessoas podem ser, mas têm algo em comum — eles estão quebrados por dentro. Em meio às sessões de grupo e, à medida em que o verão dá as caras, os quatro revelam seus trágicos segredos. Zander encontra-se atraída pelos encantos de Grover, e então começa a se perguntar, depois de muito tempo, se pode apostar em ser feliz novamente.Mas, antes, ela precisa lidar abertamente com seus problemas, para poder juntar seus pedaços e reconstruir sua vida 
Você pode pensar que se trata de uma história triste. E há partes duras sim, mas, Rebekah Crane consegue mostrar como na dificuldade podemos encontrar uma saída. Isso é uma das coisas que faz o livro completamente encantador, divertido e doce, capaz de deixar em você um grande sorriso no rosto.


Ficha técnica
Autor: Rebecah Crane
Editora: Faro
Ano: 2018
Páginas: 240

240 páginas. Pode parecer pouco, mas é muito pra um livro de um peso tão grande como esse.
Contra todas as Probabilidades do Amor foi um livro bem intenso, que deu pequenas agulhadas no meu coração. Quando você lê o titulo, já fica imaginando um romance, talvez até aqueles bem clichés, para relaxar. Aí você lê a sinopse, e pensa: acho que não é bem o que eu imaginava, e então você lê o livro, e tem uma enxurrada de sentimentos (bons e ruins).

Todos sabem que para estar no acampamento Pádua você tem que ter algum 'problema', e não é diferente com Zander, uma garota que não sente nada, ou que não se deixa sentir. E é o que ela quer, não quer se deixar sentir, nem dor, nem amor. E ela não admite ter um problema, está lá por pressão dos pais e tudo que quer é que o verão passe logo.

Eu sou louca. E você também é, mesmo que não queira admitir isso. Há um segredo guardado dentro de você, Zander. E ele virá à tona nesse versão, quer você goste disso ou não.

É difícil descrever os sentimentos que passamos ao ver a evolução dos personagens deste livro, Zander conhece dois em especial que vão mudar tudo que ela sabe sobre sentir, Cassie e Grover são dois amigos especiais, que vão adentrando na grossa camada que ela criou para se proteger.

O primeiro passo para encontrar a si mesmo é admitir aquilo que você já é.

Ao mesmo tempo que Zander vai se livrando de seus maiores medos e se abrindo, ela vai descobrindo que não é só ela que precisa de ajuda, e que juntos eles podem se equilibrar. Cassie é a principal razão para que Zander se torne uma melhor pessoa para si mesma. Mesmo quando elas se afastam e se machucam mutuamente percebe-se que ali existe um sentimento muito forte, de amizade e companheirismo, uma compreensão que vai além das palavras.

Contra todas as probabilidades do amor não trata sobre a 'cura' de uma doença, ou de um distúrbio, não, ele é muito mais que isso. Ele trás a realidade de milhares de pessoas, jovens, crianças, adultos. Essas pessoas que precisam de apoio nos seus piores momentos, mesmo e principalmente quando não querem. Ele fala sobre o inicio de uma vida, é disso que se trata, do inicio, da esperança e da amizade.

Recomendo muito esse livro para que aprendamos a compreender um pouco mais do que é passar por esses momentos difíceis, é um livro que trás mais uma clareza do que as nossas atitudes podem causar a alguém que está frágil, mesmo que essa pessoa não demonstre.

— Não se trata de fazer o que as pessoas querem que você faça. Trata-se de dar as pessoas o que elas precisam.

BOOKTRAILER


MINHA NOTA
ESTE LIVRO FOI UMA CORTESIA DA EDITORA FARO
ONDE COMPRAR: AMAZON EDITORA SARAIVA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Colaboradores