10.03.2017

[Primeiras Impressões] Eu Sempre Fui Azul - Lorhan Rocha

SINOPSE: Muitos encaram a depressão de maneiras diferentes, alguns se escondem da sociedade mantendo-se em um quarto escuro. Paulo se inclui nessa classe de pessoas, mas diferente delas, seu quarto não é escuro, ele é Azul, assim como seus sentimentos. Paulo tem 17 anos e após perder sua mãe e se distanciar de seu pai se encontra vivendo com seus avôs, a vida não é mais fácil, mas também não tão difícil como imaginou que seria, mesmo assim se aventurou no famoso, Baleia Azul. Prestes a cometer a sua última tarefa imposta por seu Curador, bem ao alto do Cristo Redentor, Paulo é interrompido por Alice Silva. Seria Alice um milagre em sua vida? Seu surgimento foi pura coincidência ou totalmente intencional?

Eu Sempre fui Azul
Eu sempre fui Azul é um romance do autor Lorhan Rocha, que também publicou o livro Algo para Recordar de forma independente, e entrará em pré venda este mês pela Editora Skull, e o PB foi escolhido pelo autor para fazer as primeiras impressões do livro, e posso dizer que fiquei muito feliz.

Paulo é um garoto que está vivendo um inferno, sentindo-se muito pressionado por tudo e todos a sua volta ele acaba se envolvendo com o jogo do suicídio, Baleia Azul. 

Porém, quando está prestes a acabar com tudo alguém o impede, de uma forma que chama a sua atenção.

Alice é uma garota que todos amam, a garota popular, porque ela está ali por ele? Porque o impediu? Porque ela quer tanto que ele se sinta feliz e útil? É isso que vamos descobrindo ao passar das paginas.

O envolvimento emocional de Alice e Paulo vai ficando forte, e podemos ver que uma linda amizade está se formando. Com grandes reviravoltas e com um tema recorrente, depressão, Eu Sempre Fui Azul está aí para conscientizar um pouco mais e mostrar um pouco mais do que é viver com os sentimentos que rodeiam essa doença que afeta tantas pessoas hoje em dia.

Eu Sempre fui Azul é um livro que dá um pequeno aperto, e aquela vontade de ser um pouco mais como Alice, fazer a diferença na vida, e pela vida de alguém.

Eu li poucos capítulos do livro, mas desde o inicio me senti impactada. A dor que Paulo sente é muito forte, e mesmo não conhecendo a fundo a sua história senti aquele aperto na garganta. 

A pré venda de Eu Sempre fui Azul começa em 25 de outubro, e tem um desafio muito legal rolando! O autor, Lorhan Rocha, irá pintar o cabelo de azul caso consiga atingir a meta de vendas de 50 exemplares! 



Então vamos ajudar esse mundo a ficar mais azul!!

7 comentários:

  1. Eu já tinha me apaixonado pela capa e pela sinopse. Agora, então, com essas primeiras impressões, não vejo a hora de ter o livro nas mãos e de ver o Lorhan de cabelo azul.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa kkkkkkkkk. Prometo que vou ficar Azul <3

      Excluir
    2. Vamos fazer campanha que com certeza teremos Lorhan Azul <3

      Excluir
  2. Olá.

    Uau, o livro realmente parece bem intenso.
    Não o conhecia, mas me despertou um interesse.
    Já aguardo por sua resenha :D

    Aliás, não conhecia seu blog e adorei <3
    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  3. Olá, amei a sua primeira impressão estou aguardando a resenha do livro

    ResponderExcluir
  4. Olá, amei a sua primeira impressão estou aguardando a resenha do livro

    ResponderExcluir
  5. Oie
    Gostei das primeiras impressões. O livro parece bem legal. Aguardarei a resenha dele.
    Abraço

    ResponderExcluir

Colaboradores